Confecção


Os Rojões da Bairrada são de simples confecção e para se obter uma iguaria de superior qualidade terá de se respeitar dois critérios: uma boa carne, que deverá ser de um porco bem-criado ou porca parideira e tempo de cozedura.
À lareira, num tacho tradicional, comece a derreter a carne gorda do próprio animal.
Depois junte a carne de porco, cortada em bocados regulares, que deverá ser do soventre, entrecosto e também alguma do lombo. O tempero será apenas o sal grosso das nossas marinhas, da região da Bairrada - Aveiro
Deixe cozer em lume brando, mexendo delicadamente os rojões com a tradicional colher de pau.
Quando estes estiverem "entalados" prove, e se necessário, retifique o sal. Continue a mexer, sempre devagar, em lume brando, durante cerca de três horas até ficarem "lourinhos".

Sugerimos:

Para o acompanhamento sugerimos os grelos cozidos com batata à racha e um vinho tinto baga da bairrada.

rojões prato

Cozinhados pelas mãos sábias e pacientes das nossas mães e avós tinha o sabor especial da cozinha familiar, que sabia preservar as receitas ancestrais da nossa melhor tradição gastronómia. Tradição que procuramos reproduzir fielmente e conservar no que é essencial, como o prazer de estar numa mesa bairradina, com generosidade e espírito de partilha.

Convide os amigos e deliciem-se!

Estabelecimentos recomendados 

Estrada Nacional 235 - Oliveira do Bairro, Aveiro, Portugal |  Tel.: 234 747 514